The Cardinal King
Música para um mecenas inglês na Roma do século XVIII


The Cardinal King

The Cardinal King: Music for Henry Benedict Stuart, 1740-91

Costanzi; Jommelli; Zamboni; Bolis; Tessarini

Cappella Fede; Harmonia Sacra; Peter Leech (dir.)

Toccata Classics
TOCC 0300

2016 / CD


É cada vez mais comum na discografia de música erudita o recurso a temáticas em torno de um contexto, conceito, ou elementos extra-musicais, que permitam criar uma envolvência mais apelativa em relação à música em programa. Este álbum é um desses exemplos. E ainda bem que assim é!

The Cardinal King, com interpretação do ensemble britânico Cappella Fede, sob direcção de Peter Leech, e com a participação do coro Harmonia Sacra em duas obras, apresenta um programa muito bem escolhido, com uma boa parte em primeiras gravações e, mais importante, um repertório muito interessante do ponto de vista histórico e musical, em que a par da música sacra predominante, podemos ouvir pela primeira vez música instrumental para violino, viola e baixo contínuo (aqui com violoncelo e órgão positivo) da autoria de Carlo Tessarini. Como nem sempre acontece em primeiras gravações de repertório antigo, este álbum apresenta um corpus musical que merece verdadeiramente ser divulgado e que justifica plenamente a sua edição fonográfica.
The Cardinal King: music for Henry Benedict Stuart in Rome, 1740-91, centra-se, como o subtítulo sugere, em torno da figura de Henry Benedict Stuart (1725-1807), Duque de York, neto de James II de Inglaterra  (VII da Escócia) e irmão de “Bonnie Prince Charlie”, ou seja, o último herdeiro directo da linhagem Jacobina anglicana. Nomeado cardeal em 1747, o até então príncipe Henry Benedict viria a congregar à sua volta um conjunto de compositores de grande relevo no seio da música italiana entre a década de 1740 e a última do século XVIII, durante o seu período como cardeal de Óstia-Velletri (Roma) e onde operou como uma figura muito influente no seio da elite romana.
Entre os compositores empregados por Henry Benedict Stuart, ou a si associados, contam-se os nomes de Sebastiano Bolis (c.1750-1804), Carlo Tessarini (1690-1766), Giovanni Battista Costanzi (1704-1778), Giovanni Zamboni (fl. 1740-60) e o napolitano Niccolò Jommelli (1714-1774), compositor de primeira linha no século XVIII, cuja vasta produção operática seria muito apreciada em Portugal no reinado de D. José I e D. Maria I - a coleção de música manuscrita da Biblioteca de Ajuda (Lisboa) conserva exemplares únicos de partituras completas de um número considerável de óperas de Jommelli.

Do ponto de vista da interpretação, coesa e avisada - informada, se quisermos manter o cânone da ideia da interpretação historicamente informada - por vezes denota-se, no entanto, alguma falta de fluidez que acaba, consequentemente, por levar a alguns momentos de menor liberdade interpretativa em conjunto. Em todo o caso, o resultado final é francamente positivo, nomeadamente pela preocupação colocada na qualidade da dicção do texto, do equilíbrio entre vozes e contínuo e também do ponto de vista da expressividade adequada consoante as diferentes tipologias das composições.
Gravado na capela do St. Mary’s College, de Birmingham, a qualidade do produto final sonoro é globalmente apreciável, o que no entanto poderia ser melhor uma vez eliminados alguns ruídos parasitas evitáveis ou precavidos. A complementar este CD, destacam-se as excelentes notas à margem da autoria do próprio director musical da Cappella Fede, Peter Leech, que além de intérprete desenvolve um trabalho regular como musicólogo.

O programa é, sem dúvida, o grande argumento desta edição, criando um roteiro muito interessante e que por si só já faz esta edição valer a pena.
Em suma, na minha opinião, esta é uma das melhores e mais interessantes edições que a Toccata Classics tem publicado nos últimos meses, entre o top 5 do seu catálogo de 2016.

Tiago Manuel da Hora

Tiago Manuel da Hora

Produtor e Musicólogo, autor de várias publicações, rubricas e argumentos para espetáculos musicais. Com uma intensa actividade no ramo da produção discográfica, assinando edições nacionais e internacionais, tem sido também responsável pela criação, direcção artística e produção de diversos concertos e espetáculos. É investigador do INET-MD da Universidade Nova de Lisboa, onde dedica as suas atenções ao estudo da produção discográfica.

Artway
APORFEST - Associação Portuguesa Festivais Música
Fnac
Bilheteira Online