Orlande de Lassus: Requiem a 5, Motets


Orlande de Lassus: Requiem a 5, Motets

Orlande de Lassus: Requiem a 5; Motets

The Choir of Girton College, Cambridge; Historic Brass of the Guildhall, London; Gareth Wilson; Lucy Morell.

Toccata Classics
TOCC 0397

2017 / CD


A música de Orlando di Lasso (1532-1594) tem sido recorrentemente gravada, nomeadamente em diversas e diferenciadas compilações de missas, motetes e «chanson», incluídas em chamativas colecções discográficas de música renascentista, séries dedicadas a esse nicho específico, ou mesmo vários discos monográficos dedicados ao compositor da mais famosa versão musical de Susanne un jour. No entanto, no que se refere ao seu Requiem a 5 são escassas as gravações disponíveis. Relembro a interpretação de referência do Pro Cantione Antiqua, de Mark Brown, em 1981 (editada pela Hyperion em 1986), mais recentemente a gravação do Collegium Regale sob direcção de Stephen Cleobury (Signum Classics, 2006), e pouco mais que fique na memória. 
Esta nova gravação regista a obra com o reforço tímbrico do acompanhamento de metais (sacabuxa) pela primeira vez, pelo Historic Brass of the Guildhall, London, com The Choir of Girton College, Cambridge, e a direcção de Gareth Wilson.
Neste novo CD da Toccata Classics, a par com a gravação do Requiem de Lasso, registam-se algumas primeiras gravações de motetes do compositor que dinamizou a vida musical de Munique no século XVI. Assinalam-se assim as primeiras gravações editadas dos motetes Peccata mea Domine, Fratres sobrii estote e Levani oculos meos, bem como novas versões de outras obras dentro do mesmo género, na sua maior parte a 4 ou 5 partes.

A interpretação de The Choir of Girton College, Cambridge é globalmente sólida, apesar de algumas fragilidades do ponto de vista da sustentação de notas longas, algo que se torna preocupante em alguns fins de frases, ou mesmo em casos mais evidentes como em estruturas cadenciais ou acordes finais. O balanço entre vozes e o equilíbro entre estas e o acompanhamento instrumental é apreciável, homogéneo. Esses argumentos acabam, no entanto, por não ser contrabalaçados por uma riqueza dinâmica que este repertório exige, sob pena de se tornar monótono ao ouvinte, ou mesmo de se perder alguma da sua característica circular e elástica, que lhe conferem habitualmente um resultado final delicado e "espiritual".
Os textos que compõe esta edição, como é hábito nas edições da Toccata Classics, alimentam o interesse por estas obras e pelo contexto da sua concepção e circulação.
O resultado final musical, no caso particular do Requiem a 5, não é comparável às interpretações anteriores acima descritas (Pro Cantione Antiqua ou Collegium Regale), de uma qualidade marcadamente superior em contraponto com esta nova gravação. No entanto, este é um programa interessante, com pertinentes particularidades do ponto de vista da abordagem do repertório, bem concebido e importante sobretudo no domínio do conhecimento de novo repertório de Orlando di Lasso, compositor de alguma da melhor polifonia de todo o século XVI.

 

Tiago Manuel da Hora

Tiago Manuel da Hora

Produtor e Musicólogo, autor de várias publicações, rubricas e argumentos para espetáculos musicais. Com uma intensa actividade no ramo da produção discográfica, assinando edições nacionais e internacionais, tem sido também responsável pela criação, direcção artística e produção de diversos concertos e espetáculos. É investigador do INET-MD da Universidade Nova de Lisboa, onde dedica as suas atenções ao estudo da produção discográfica.

Artway
APORFEST - Associação Portuguesa Festivais Música
Fnac
Bilheteira Online