J. Talbot: Path of Miracles / O. Park: Footsteps
15 anos de Tenebrae


J. Talbot: Path of Miracles / O. Park: Footsteps

J. Talbot: Path of Miracles / O. Park: Footseps

Joby Talbot; Owain Park

Tenebrae; Nigel Short

Signum Classics
SIGCD471

2017 / CD


A tradição coral anglicana é uma das mais vivas e persistentes práticas musicais da Europa. Independentemente da natureza e período histórico do repertório abordado, essa prática autonomizou-se como um alicerce essencial da cultura musical britânica, resultando num culto artístico e social, transversal a amadores e profissionais, pequenos e graúdos, verdadeiramente vital para inúmeras comunidades, seja numa pequena e recôndita vila inglesa, ou numa grande cidade, onde muitas vezes quase a cada quarteirão podemos encontrar um grupo de participantes organizados em torno dessa prática musical.

A celebrar neste ano de 2017 o seu 15º aniversário, o grupo vocal britânico Tenebrae, liderado por Nigel Short, lançou um novo CD onde além da reedição de uma excelente gravação de Path of Miracles de Joby Talbot (1971-) – encomenda do mesmo agrupamento, gravada em 2005 – conta com a primeira edição fonográfica de Footsteps do jovem compositor inglês Owain Park (1993-).
Path of Miracles, inspirada na rota de peregrinação a Santiago de Compostela, evoca quatro quadros musicais de outros tantos pontos centrais da rota que parte de França do “caminho de Santiago”: Roncesvalles, Burgos, Leon e Santiago. Esta obra teve um grande sucesso desde a sua estreia, tornando-se rapidamente parte do repertório de dezenas de coros em Inglaterra, e não só, nos últimos 10 anos. Não será de surpreender que o mesmo venha a acontecer com esta nova obra encomendada pelo Tenebrae a O. Park, onde um dos principais objectivos é precisamente alargar o repertório no seguimento de Path of Miracles, através de uma obra que se permite ser eficazmente interpretada por grupos de diferentes níveis, profissionais ou amadores, e sobretudo fundir essas duas realidades.
É isso mesmo que o Tenebrae faz neste CD, com a participação do Fellows of the National Youth Choirs of Great Britain, como coro convidado para esta gravação. A obra de Park, que tal como Path of Miracles, evidencia fortes influências da música de John Tavener, James MacMillan ou Arvo Pärt, é uma interessante novidade no seio deste repertório.
A temática da viagem é o ponto de contacto entre estas duas obras. Se o caminho de Santiago (pontuado com algumas linhas repescadas ao cantochão gregoriano) é a marca distintiva de Path of Miracles, em Footsteps assistimos à jornada de um viajante solitário em constante mudança de destino, ao longo das diferentes estações, até a uma derradeira paragem espiritual, onde a narrativa parte de textos de 8 autores diferentes, é uma obra onde salta ao ouvido o contraste entre grandes massas sonoras (produzidas pela complementaridade entre os 2 coros) e momentos de marcada simplicidade, em pequenas linhas quase monódicas, onde 4 solistas contrapõem a ideia da solidão.
A interpretação dos Tenebrae (um dos melhores agrupamentos do género) e dos Fellows of the National Youth Choirs of Great Britain e qualidade da gravação brindam na perfeição esta edição comemorativa.

 

Tiago Manuel da Hora

Tiago Manuel da Hora

Produtor e Musicólogo, autor de várias publicações, rubricas e argumentos para espetáculos musicais. Com uma intensa actividade no ramo da produção discográfica, assinando edições nacionais e internacionais, tem sido também responsável pela criação, direcção artística e produção de diversos concertos e espetáculos. É investigador do INET-MD da Universidade Nova de Lisboa, onde dedica as suas atenções ao estudo da produção discográfica.

Artway
APORFEST - Associação Portuguesa Festivais Música
Fnac
Bilheteira Online