Postcards. Unidos pela música.

PostcardsNo dia em que dão início a uma tournée por Portugal, publicamos uma entrevista aos Postcards. A razão de terem tantos admiradores é explicada por eles da seguinte forma: «Muitas pessoas não são realmente fãs do folk, especificamente, mas gostam de nossa música. E eu acho que em lugares como o Reino Unido ou a Europa, as pessoas estão acostumadas com este estilo musical que, por isso, “fala com elas”». Os Postcards são Julia Sabra no ukulele, bandolim, guitarra e voz, Marwan Tohme na guitarra e coros, Pascal Semerdjian na bateria, harmónica e coros e Rany Bechara no baixo, teclas e coros. Trazem na bagagem o EP Lakehouse lançado em 2013 assim como temas do novo What Lies So Still, acabado de lançar. Chegam-nos de Beirute, Líbano e, até agora, fizeram a primeira parte de concertos de vários artistas internacionais como Beirut, The Royal Concept e Wanton Bishops, entre outros.

Muito obrigado por terem aceitado responder às nossas perguntas. Vão estar durante este mês a tocar em Portugal. Quais as vossas expectativas?
Estamos muito animados. Tivemos uma pequena tournée em Portugal em maio do ano passado que correu muito bem. Portugal é um país muito bonito, a comida ótima, as pessoas são adoráveis, e possui uma identidade musical que se encaixa perfeitamente no nosso estilo. Nós ficámos de tal maneira impressionados com o país, que demos a uma das nossas músicas o nome de uma cidade, Porto. Escusado será dizer que nós estamos ansiosos por voltar.

Irão certamente tocar temas do “Lakehouse”. Como foi recebido este trabalho pelo público?
Este foi o nosso primeiro EP, que lançámos em 2013. Nessa altura, a onda do pop-indie folk era ainda muito proeminente, e por isso este trabalho encaixou perfeitamente e, de um modo geral, foi bem recebido pelo público.

“What Lies So Still” é um trabalho mais maduro?
Definitivamente. Nós lançámo-lo um ano e meio depois do Lakehouse e, durante esse tempo, ouvimos muita música, explorando o folk, desde o tradicional dos anos 60 – 70, às bandas folk modernas, e tudo mais. Então, sim, 'What Lies so Still' é definitivamente um passo em frente nesse sentido. Nós também levámos o nosso tempo com a escrita e fomos muito críticos durante esse processo trabalhando e retrabalhando as músicas durante cerca de dois anos antes de finalmente gravarmos.

Quais as vossas principais influências musicais?
Há muitas bandas das quais gostamos que nos inspiram, e cada um de nós tem um estilo ligeiramente diferente, mas temos muito em comum, desde os artistas folk como Vashti Bunyan, Nick Drake... a bandas mais modernas, como os Fleet Foxes, Other Lives, Sufjan Stevens, Belle & Sebastian, The Walkmen, Sigur Ros e muito mais. A lista continua a expandir.

Postcards

Todos os elementos do grupo estudaram música?
A Julia está a formar-se em Musicologia, então ela é a única que estuda música academicamente, os restantes elementos aprenderam de ouvido. O Marwan e o Pascal tiveram algumas aulas dos seus respetivos instrumentos (guitarra e bateria), mas eles são sobretudo autodidatas, assim como o Rany.

Os elementos dos Postcards vivem todos da música ou têm outras profissões?
Nós não vivemos da música, ainda! Mas esperamos conseguir fazê-lo em breve. A maioria de nós ainda tem outros empregos.

Jordânia, Reino Unido, França e Portugal são países por onde já passaram. A vossa música tem sido bem recebida em países com culturas diversas. A que se deve esse sucesso?
É, provavelmente, porque a nossa música entra facilmente nos ouvidos. Muitas pessoas não são realmente fãs do folk, especificamente, mas gostam de nossa música. E eu acho que em lugares como o Reino Unido ou a Europa, as pessoas estão acostumadas com este estilo musical que, por isso, “fala com elas”.

PostcardsJá abriram concertos com vários artistas internacionais de prestígio. Podem partilhar com os nossos leitores quais os concertos que mais vos marcaram?
Fizemos a primeira parte dos Beirut na sua estreia num concerto libanês no verão passado, no “Byblos International Festival”, e foi um dos nossos destaques como banda. Somos todos grandes fãs de Beirut. Temos vindo a segui-los desde o início, e eles são uma das bandas que usámos para fazer covers quando começámos a tocar juntos. Então, fazer a abertura do concerto deles foi um sonho tornado realidade. Nós também acabámos por sair com eles, e eles eram incrivelmente adoráveis e humildes. Nós também já abrimos Angus e Julia Stone neste verão, que também foi realmente emocionante, e eles foram igualmente amáveis. Tem sido muito bom poder fazer a primeira parte de uma banda indie que amamos a cada verão!

No dia 1 de outubro, Dia Internacional da Música, os Postcards apresentam um concerto muito especial em Santa Maria da Feira. Podem falar-nos das especificidades deste concerto?
Nós estamos muito animados por fazer parte das celebrações! Nós ainda não sabemos muitos pormenores, mas sabemos que vamos estar tocar num comboio, em passeio pela cidade, durante o dia, e teremos um concerto à noite.

Podem apresentar então os instrumentos que sobem ao palco neste projeto Postcards?
Haverá elementos do folk, instrumentos como o mandolim e ukulele, bem como o “dreamy aspect” com as harmonias e efeitos de guitarra. Atuaremos os quatro com: guitarras acústicas e elétricas, baixo, ukulele, bandolim, teclas, bateria e harmónica.

Muito obrigado por nos terem presenteado com as vossas respostas. Há projetos ou sonhos que desejem concretizar em breve?
Esperamos fazer uma tournée por mais países na Europa, nomeadamente voltar ao Reino Unido e Médio Oriente, e gravar um álbum no próximo ano!

POSTCARDS EM PORTUGAL | Concertos

  • 25 de setembro - FNAC Vasco da Gama, Lisboa | 21:30
  • 26 de setembro - Quina das Beatas, CAE Portalegre | 23:00
  • 27 de setembro - Mercado da Vila, Cascais | 20:30
  • 28 de setembro - Museu Nacional Grão Vasco, Viseu | 21:30
  • 29 de setembro - Espaço Compasso, Porto | 21:00
  • 30 de setembro - Salão Brazil, Coimbra | 22:00
  • 1 de outubro - Encontros com a Música, Sta. Maria da Feira | 18:50
  • 2 de outubro - Sé la Vie, Braga | 22:00
  • 3 de outubro - Ginjal Terrasse, Almada | 22:00
  • 4 de outubro - Pensão Amor, Lisboa | 19:00

Postcards. Unidos pela música.

Artway
APORFEST - Associação Portuguesa Festivais Música
Fnac
Bilheteira Online