Mikkel Solnado e o novo trabalho: “Daisy Chains”. Entrevista.

Mikkel SolnadoMikkel Solnado divide o seu trabalho entre a música que escreve para si e a que compõe para outros artistas e projetos nacionais e estrangeiros. "Daisy Chains" é o segundo disco do artista, compositor e produtor e, segundo este, é um trabalho mais calmo relativamente ao primeiro. Na Dinamarca produzia para outros artistas e fazia alguns jingles e em Portugal também continua a escrever para outros artistas como por exemplo para a Rita Guerra. Gosta de cantar em inglês mas perspetiva um terceiro disco cantado la língua de Camões. "Daisy Chains" conta com a participação de nomes como Ana Free, Elisa Wagner, Joana Alegre e Davide Rossi, habitual colaborador dos Coldplay e que colabora também com Alicia Keys.

"Daisy Chains" é o segundo disco de Mikkel Solnado. Mudou muita coisa relativamente ao primeiro trabalho, "It's only love, give it away"?
Sim. Acho que o "Daisy Chains" é um álbum bastante diferente do primeiro, "It's only love, give it away". É um álbum mais intimista, mais pessoal... É um álbum mais escuro e melancólico. É um álbum calminho, perfeito para as noites de outono. É um álbum que sonoramente é mais gordo e conta com várias participações.

"E Agora?", primeiro single em dueto com Joana Alegre, é o pronúncio de algo que possa a vir a acontecer mais vezes no futuro? Cantar em português é um objetivo que almeja levar a cabo em breve?
"E Agora?" é uma das primeiras canções em português que eu tenho. Acho que pode acontecer mais vezes no futuro, eu cantar em português. Eu moro em Portugal, faz todo o sentido eu cantar em português. Também gosto muito de cantar em inglês mas, já estive a pensar no próximo álbum, e penso que o irei cantar todo em português.

Quais as razões que o levaram a convidar para este disco nomes como Ana Free, Elisa Wagner e Davide Rossi, habitual colaborador dos Coldplay?
Mikkel Solnado Daisy ChainsAs razões que me levaram a convidar vários nomes para o disco foram porque no primeiro álbum não tinha ninguém (risos) e eu gosto muito de trabalhar com outras pessoas. A Ana Free é uma grande amiga minha, gosto muito da voz dela e gosto do sentimento que ela utiliza quando canta. A Elisa Wagner, conheci-a acidentalmente numa agência de viagens em Portugal, descobri que ela era dinamarquesa e que também cantava, encontrámo-nos e considero a voz dela brutal. A Joana Alegre fez todo o sentido porque, para mim, a Joana Alegre é das vozes mais interessantes neste momento em Portugal. Gosto muito dela como pessoa. É muito fácil trabalhar com ela. O Davide Rossi é um amigo dinamarquês, quer dizer, ele é italiano mas mora em Copenhaga. Já nos conhecíamos há bastante tempo e o Davide é colaborador habitual dos Coldplay e da Alicia Keys. É ele que trada da composição e dos arranjos de cordas destes dois artistas. Para mim foi uma grande honra trabalhar com esse homem. Ele é muito profissional.

Pode falar-nos um pouco do seu percurso como músico entre Portugal e a Dinamarca?
A Dinamarca foi a minha escola de música porque foi lá que eu tive tempo para experimentar montes de coisas. Trabalhei com muitas pessoas diferentes, em muitos estilos diferentes. Cheguei a produzir três álbuns de Hip hop, dois álbuns infantis, mais três álbuns pop para artistas dinamarqueses mas foi só quando eu cheguei a Portugal que comecei a ter vontade de ter um álbum meu e de ser eu o artista. Acho que aí é que reside a principal diferença entre a Dinamarca e Portugal. Na Dinamarca eu produzia para outros artistas e fazia alguns jingles e em Portugal também continuo a escrever para outros artistas como por exemplo a Rita Guerra mas também comecei a gostar muito de fazer coisas minhas.

No seguimento do que nos disse anteriormente..., gosta de compor para outros artistas? Gosta de se rever enquanto compositor na voz e na música dos outros?
Gosto muito de compor para outros artistas. Gosto da dinâmica que se cria quando se trabalha com outras pessoas e adoro escrever uma música e ouvir outra pessoa a cantar. Escrevi e produzi o último álbum da Rita Guerra quase todo. Foi um grande prazer trabalhar com ela. Ela é uma grande profissional, uma grande voz... Divertimo-nos imenso e acho que temos um álbum bem sólido. Gostava de continuar a escrever e a produzir para outros artistas. Já estou a trabalhar no novo álbum da Joana Alegre que vai sair para o próximo ano.

"Daisy Chains" vai para a estrada? Onde poderemos ver em breve o Mikkel Solnado em palco?
Ainda não temos concertos confirmados mas em breve haveremos de ter algumas confirmações, principalmente em auditórios durante este inverno, por este país fora.

Muito obrigado por nos ter dedicado um pouco do seu tempo. Há projetos novos para breve, ou o "Daisy Chains" ocupará lugar de exclusividade na sua disponibilidade para os próximos tempos?
Tenho projetos novos. Tenho o disco da Joana Alegre, que estou a produzir, tenho uns spots publicitários para Espanha... Eu não consigo estar quieto. Estou já a trabalhar no meu 3º álbum. Mas é claro que estes próximos meses serão dedicados à promoção do "Daisy Chains".

Mikkel Solnado

Artway
APORFEST - Associação Portuguesa Festivais Música
Fnac
Bilheteira Online